imagem

Ex-presidente da Câmara de Toritama é investigado por irregularidades com verba de viagens

(Foto: Ney Lima)

O Ministério Público de Pernambuco, por meio da Promotoria de Justiça de Toritama, instaurou inquérito Civil para investigar o ex-presidente da Câmara de Vereadores de Toritama, Nilton de Enoque, por supostas irregularidades em despesas da Casa de Leis, durante tempo em que esteve vereador.

A partir de uma denúncia

anônima, o vereador é investigado por possíveis erros no sistema de reembolso de despesas e locupletação de valores ilegais. As verbas consistem em despesas com viagens, que não teriam sido realizadas. Locupletação é a ação de aumentar o próprio patrimônio, prejudicando terceiros.

O ato foi assinado pelo Promotor de Justiça, Vinícius Costa e Silva, no último dia 22, e requer uma resposta da defesa do vereador, num prazo de 10 dias. Além disso, o promotor solicita, dentro de 20 dias, cópia da relação de despesas realizadas e desembolsadas pelo ex-vereador e ‘cópias de todas as notas fiscais comprobatórias reembolsadas ao representado’.

Resposta 

Entramos em contato com o ex-vereador, Nilton de Enoque, que confirmou o recebimento da notificação, negando que tenha reembolsado qualquer valor. De acordo com ele, todos os valores disponibilizados para viagens, foram efetivados em Congressos da União dos Vereadores de Pernambuco (UVP).

“Quem vai responder por mim, é meu contador. As diárias iam para os Congressos. Tenho tudo certificado, notas fiscais… tudo’, disse por telefone, completando que ‘está tranquilo’ com a questão.

Nilton de Enoque foi eleito vereador da Capital do Jeans, em 2012, pelo PSB, recebendo 1.499 votos. Ele foi o parlamentar mais bem votado do pleito. Nilton foi eleito e reeleito presidente da Câmara, durante os 4 anos que passou na Casa.

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Ex-presidente da Câmara de Toritama é investigado por irregularidades com verba de viagens

Deixe o seu comentário

*