imagem

MPF questiona veracidade de recibos apresentados por Lula

O Ministério Público Federal apresentou nesta quinta-feira (5) incidente de falsidade referente a contrato de locação e recibos apresentados pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no dia 25 de setembro. Os documentos foram entregues para comprovar o pagamento de aluguel do apartamento vizinho ao que Lula mora em São Bernardo do Campo (SP). O contrato teria sido firmado entre Glaucos da Costamarques e a mulher do ex-presidente, Marisa Letícia.

Na denúncia, o Ministério Público Federal diz que Lula não pagou pela locação do imóvel, comprado por Costamarques em 2010, e ligou o caso a recebimento de propina da Odebrecht.

Entre os 26 recibos apresentados pela defesa de Lula, dois informavam datas inexistentes (31 de junho de 2014 e 31 de novembro de 2015) como vencimento do período de locação do apartamento.

A defesa de Costamarques apresentou petição afirmando que todos os recibos foram assinados no mesmo dia, em dezembro de 2015, quando o contador de Lula teria procurado Costamarques no Hospital Sírio-Libanês, onde estava internado.

Em audiência no dia 13 de setembro, Moro havia demonstrado contrariedade com o fato de o petista não ter apresentado os recibos de aluguel desde a apresentação da denúncia, em dezembro de 2016. Com informações da Folhapress.

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for MPF questiona veracidade de recibos apresentados por Lula

Deixe o seu comentário

*